Você está no site do SINDHOSP. FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

São José dos Campos reúne Comissão de RH

São José dos Campos reúne Comissão de RH

08/06/2017

A Regional de São José dos Campos, do SINDHOSP, realizou, em 7 de junho, mais um encontro de sua Comissão de Recursos Humanos da Área da Saúde. 

A reunião foi no auditório da regional, e apresentou informações sobre assuntos de interesse da categoria, como CAT – Comunicação de Acidente de Trabalho e PPP – Perfil Profissiográfico Previdenciário. A CAT é um documento emitido para reconhecer tanto um acidente de trabalho ou de trajeto bem como uma doença ocupacional. A advogada Lucineia Nucci, do SINDHOSP, esclareceu as diferenças entre um e outro, falou sobre quando emitir uma CAT, os documentos necessários, as implicações, entre outras informações.

Já o PPP é um constitui-se em um documento histórico-laboral do trabalhador que reúne, entre outras informações, dados administrativos, registros ambientais e resultados de monitoração biológica, durante todo o período em que este exerceu suas atividades na respectiva empresa. Lucineia Nucci explicou que o PPP é um documento previdenciário só deve ser emitido em caso de aposentadoria especial. “Porque deve ser fundamentado em LTCAT, ou PPRA, sob pena de informações incorretas gerarem aplicação de penalidades por falsificação de documento”. A advogada também lembrou que o PPP é vinculado ao recolhimento de contribuição previdenciária para os casos específicos de aposentadoria especial, destacou a importância do código GFIP e alertou que o pagamento de adicional de insalubridade não gera direito a aposentadoria especial.

A gestora de Pessoas da Federação e do Sindicato, Marizilda Angioni, conduziu a reunião, e aproveitou para distribuir a Pesquisa Salarial e Aspectos Relevantes em Gestão de Pessoas, elaborada pelo SINDHOSP especificamente para a região do Vale do Paraíba. O estudo foi feito junto às empresas locais, e deve ser replicado em outras cidades do Estado de São Paulo. “Queremos repetir a iniciativa em outras regiões, porque consideramos este um instrumento importante para os gestores de RH das empresas de saúde”, ressaltou.