Hospital municipal tem 47% das obras prontas

Praticamente todos os andares do prédio já foram erguidos e os funcionários da empreiteira contratada para a obra estão empenhados

O secretário-adjunto da Saúde, Marcello Delascio Cusatis, admitiu a possibilidade de as obras de construção do Hospital Municipal Waldemar Costa Filho, em Brás Cubas, terminarem em novembro, um mês antes do prazo inicialmente previsto, que é dezembro.

A perspectiva otimista tem por base o ritmo acelerado da obra, que nesta semana atingiu o índice de 47% de conclusão. “As obras estão avançadas e num ritmo crescente. Por isso, é uma possibilidade muito grande de que em novembro o prédio fique pronto. Afinal, praticamente todos os andares do prédio já foram erguidos e os funcionários da empreiteira contratada para fazer a obra estão muito empenhados”, justifica.

De acordo com a Secretaria Municipal de Planejamento, que coordena a execução dos trabalhos desde junho passado, no momento, está sendo realizada etapa de revestimento de paredes, instalações elétricas, hidráulica, gases medicinais, ar condicionado e execução do reservatório de água.

Dos R$ 27 milhões necessários para a execução da obra, ainda faltam R$ 8 milhões que foram prometidos pelo governo do Estado, mas, segundo o secretário-adjunto da Saúde, isso não atrapalhará o andamento dos trabalhos.

O hospital municipal está sendo construído no quarteirão das ruas Gutermann, Jaçanã, Francisco Affonso de Mello e Capitão Francisco de Almeida. A unidade terá sete andares e entre os serviços previstos estão pronto-atendimento, ambulatório (vascular, gastroenterologia, cardiologia, pediatria, ginecologia, reumatologia, neurologia e endocrinologia) e centro cirúrgico para procedimentos de baixa e média complexidade.

“Ainda estamos definindo as especialidades que serão oferecidas, mas já identificamos a necessidade de o hospital realizar cirurgias gerais, vasculares e ginecológicas, hoje, nosso grande gargalo na saúde municipal”, afirmou Cusatis, alegando que estes procedimentos levam em média de quatro a cinco meses para serem realizados na rede pública regional. O gerenciamento da unidade vai ser feito por uma organização social a ser definida futuramente.

Fisioterapia
As obras para a construção do Centro de Reabilitação Fisioterápico, num prédio anexo ao hospital municipal, em Brás Cubas, devem ter início ainda neste mês. Segundo a Coordenadoria de Comunicação Social, atualmente são realizados trabalhos para montagem do canteiro de obras e preparo de maquinário para execução de terraplenagem e infraestrutura (fundações).

A previsão é de que o anexo, orçado em R$ 3,6 milhões, fique pronto até o fim deste ano, oferecendo serviços de reabilitação e recuperação para vítimas de acidentes ou doenças que afetem as condições motoras, especialmente para os idosos.

Fonte: Mogi News

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

quinze − 7 =

Há 20 anos representamos hospitais, clínicas, laboratórios e outros estabelecimentos do setor privado de Saúde no Estado de São Paulo

SINDICATOS

Rolar para cima