Você está no site do SINDJUNDIAI FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Federação cria o Comitê de Terapia Renal Substitutiva

Federação cria o Comitê de Terapia Renal Substitutiva

14/07/2014
Visando discutir e encaminhar propostas sobre temas que são de interesse dos prestadores de serviços na área de terapia renal, a FEHOESP criou, no início de junho, o Comitê de Terapia Renal Substitutiva (CTRS).

O grupo é formado por representantes de estabelecimentos associados aos sindicatos filiados à Federação, que prestam serviços de diálise tanto dentro como fora de hospitais.

Desde que foi criado, o comitê já realizou algumas reuniões e discutiu, por exemplo, a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da ANVISA nº 11/2014, que trata dos requisitos de boas práticas para o funcionamento dos serviços de diálise. O grupo também tem tratado da Portaria do Ministério da Saúde nº 389/2014, que define critérios para a organização da linha de cuidados da pessoa com doença renal crônica.

A discussão das duas legislações - publicadas no Diário Oficial da União em março - passa pela análise de seus muitos pontos, a fim de sugerir melhorias nos textos e preparar melhor os serviços de saúde.

Participam como membros efetivos do CTRS Yussif Ali Mere Junior, médico nefrologista e presidente da FEHOESP; Carlos Antônio Nascimento, coordenador do comitê e diretor-presidente da SEDIT - Serviços Médicos; Aderbal A. Nastri, diretor do Gan - Grupo de Apoio Nefrológico; Alexandre Zilenovisk, diretor médico do Departamento de Hemodiálise do Hospital Samaritano; Daniel Rinaldi dos Santos, presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia - SBN; João Cezar Mendes Moreira, diretor da Clínica ENESP NEFROCOR; José Watari, sócio-proprietário da Nefrocare; Luiz Antonio Miorin, diretor da Sociedade de Nefrologia do Estado de São Paulo - SONESP; Ruy Antônio Barata, diretor-sócio da Clínica e Nefrologia Leste; e Sergio Draibe, diretor-sócio da Clínica de Medicina Interna e Nefrologia - CMIN.



Fonte: Comunicação FEHOESP