Você está no site do SINDHOSPRU FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

FEHOESP apoia projeto social

FEHOESP apoia projeto social "Jogando contra o Câncer"

01/07/2019

O Jogando contra o Câncer é um projeto social de grande alcance, que pretende mobilizar a sociedade, promovendo um jogo de futebol com figuras públicas, jogadores de futebol famosos e celebridades, em um grande estádio de futebol, em São Paulo, no dia 9 de novembro (sábado).

Objetivo é chamar atenção para a responsabilidade social de todos, população e governos, para a prevenção e combate ao câncer no país. Entre os jogadores confirmados para a partida estão Amaral, Careca, Ronaldo, Veloso, Ademir da Guia, Muller, Zenon, Adhemar, Somália, Elivelton, Aloisio, Diney, Macedo, Denilson, Morato, Flávio Conceição e Rodrigo Costa, entre outros.

A iniciativa do evento é do Instituto de Ensino e Pesquisa São Lucas/Hemomed, entidade privada e sem fins lucrativos, que realiza importantes pesquisas celulares e de fármacos contra o câncer.

 Tem o apoio da SBC- Sociedade Brasileira de Cancerologia; da FEHOESP- Federação dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios do Estado de São Paulo e da UNACCAM- União e Apoio no Combate ao Câncer de Mama. E é organizada pela Craques Master, empresa com expertise em eventos e futebol.

Segundo o médico hematologista, Adelson Alves, presidente do IEP São Lucas/Hemomed, o objetivo da ação é utilizar o futebol, esporte que mais agrega no Brasil, para mobilizar a sociedade e alertar sobre prevenção e combate ao câncer, que se tornou um grave problema de saúde pública.

 Além do jogo, a ação inclui campanhas em TVs, rádios, folders e outdoors a partir de seu lançamento oficial, que acontece dia 22 de agosto, na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Autoridades de Brasília aderem ao Projeto 

Gil Santos, presidente da Craques Master, esteve em Brasília, e recebeu a adesão ao projeto de parlamentares e do próprio ministro da Cidadania, Osmar Terra, e de sua chefe de gabinete, Rita Passos, ex-prefeita de Itu. Jorge Casarão, assessor parlamentar, também apoia a iniciativa.

Entre os apoiadores estão a senadora Mara Gabrilli e a deputada federal, Kátia Sastre, que confirmou participação no jogo das mulheres, partida preliminar, que acontece antes do jogo oficial e que possivelmente contará com a jogadora Marta, da seleção feminina de futebol, além de várias celebridades.

Brasil estima 600 mil casos de câncer/ano (INCA)

No Brasil, 60% dos pacientes que chegam ao SUS para se tratar de um câncer, chegam nos estágios 3 e 4 (estágios finais da doença) causando sofrimento para o paciente. O diagnóstico tardio incide na economia de forma drástica, retirando milhares de pessoas produtivas do mercado de trabalho e gerando custos milionários para o SUS e para a Previdência Social. Em 2016, o Ministério da Saúde informou que gastou R$ 3,3 bilhões em tratamento para o câncer.

Questão de saúde pública

Para o presidente do IEP São Lucas/Hemomed, Adelson Alves, o câncer é uma questão de saúde pública e somente políticas de saúde integradas com ações da sociedade civil organizada poderão conter o avanço da doença, que se agrava com o envelhecimento da população brasileira.

“Destacaremos em nossa iniciativa a importância de hábitos saudáveis de vida e a prevenção precoce”, alerta o médico.

 

Fonte: Matsuda Press