Você está no site do SINDHOSPRU FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Seminário discute transporte de material biológico

Seminário discute transporte de material biológico

24/11/2014
Em sua segunda edição, o Seminário ANVISA e a Sustentabilidade do Setor de Saúde foi realizado em 18 de novembro, na sede do Grupo Fleury, capital paulista.

Reunindo representantes de entidades do setor laboratorial e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária - ANVISA, o encontro promoveu um debate sobre a Resolução da Diretoria Colegiada - RDC nº 20/2014 da agência, que regula o transporte de material biológico humano.

Para demonstrar a importância do tema, a primeira palestra do evento trouxe a gerente geral de Tecnologia em Serviços de Saúde (GGTES) da ANVISA, Diana Carmem de Oliveira, que falou sobre controle de infecções e as ações da agência na área de resistência microbiana.

A especialista destacou os fatores que favorecem o aumento das infecções, afirmando que "ainda é muito difícil fazer esse controle". Os hospitais, por exemplo, "carecem de laboratórios de microbiologia, pois sem eles não há como fazer controle de infecções adequado".

Segundo ela, os serviços de saúde, especialmente os laboratórios, subestimam sua capacidade de produzir dados sobre o tema. "Entendemos que poderíamos fazer muito mais pesquisas", opinou. Nesse sentido, a gerente informou que a Rede Nacional de Monitoramento da Resistência Microbiana em Serviços de Saúde deve contar, em 2015, com dados dos laboratórios privados.

Na sequência do evento, o especialista em Regulação de Vigilância Sanitária da ANVISA, João Batista S. Júnior, apresentou detalhes da RDC 20. "É uma norma complexa e diversa, que nasceu para ser um guarda-chuva", explicou.

Lembrou também que, para a construção da resolução, foram envolvidas várias áreas da própria ANVISA. "Tínhamos muitas dificuldades e demandas do setor, de como os serviços de saúde poderiam trabalhar essa questão do transporte de forma efetiva, visto que isso é de responsabilidade regulatória de outros órgãos".

Luiz Fernando Ferrari Neto, coordenador do Comitê de Laboratórios da FEHOESP e da Câmara Técnica que analisou a norma - indicando possíveis melhorias -, apresentou vídeos com soluções práticas para o transporte do material biológico.

Encerrando o seminário, foi promovido um talk show. Além de Diana de Oliveira e João Batista Júnior, da ANVISA, e Luiz Ferrari, da FEHOESP, participaram das discussões Luiz Gastão Rosenfeld, da Câmara Técnica da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed); Irineu Grinberg, presidente da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (Sbac); Paula Távora, presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica e Medicina Laboratorial (SBPC/ML); Humberto Tibúrcio, presidente do Sindicato dos Laboratórios de Patologia, Pesquisas e Análises Clínicas de Minas Gerais (SindLab-MG); e Dante Langhi Jr, diretor da Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (ABHH). O debate foi mediado pelo gerente de Relações Institucionais do Grupo Fleury, Wilson Shcolnik.

O evento foi realizado pelo Grupo Fleury e ANVISA, e contou com o apoio da FEHOESP.


Saiba mais:

Entidades e ANVISA discutem normas para transporte de material biológico



Fonte: Comunicação FEHOESP