Você está no site do SINDHOSP FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

GRHosp completa 22 anos com celebração

GRHosp completa 22 anos com celebração

26/10/2016
O Grupo de Recursos Humanos do SINDHOSP (GRHosp) completou em outubro 22 anos, e na reunião mensal da comissão, realizada no último dia 18, no auditório do Sindicato, em sua sede, em São Paulo, o consultor de Gestão Empresarial e coordenador do grupo, Nelson Alvarez, fez uma reflexão sobre as mais de duas décadas de atuação.
 
Ele relembrou o convite do então presidente do SINDHOSP, Dante Montagnana, em 1994, para a criação da Comissão de RH com objetivo de esclarecer os profissionais da área da saúde sobre legislações, negociação, mostrando a importância do departamento para o bom desenvolvimento dos colaboradores das empresas de saúde. “Ao longo desses anos, contribuímos para a criação da Comissão de Negociação; do Comitê de Segurança e Saúde Ocupacional (CSSO), formado por engenheiros e médicos do Trabalho; e incentivamos para que o Grupo Informal de Salário dos Hospitais (Gisah) deixasse de ser somente um grupo de pesquisa. Enfim, demos e colhemos bons frutos.” 
 
Alvarez também falou sobre os desafios da Comissão nesses 22 anos. “Atuar no segmento que congrega instituições muito diferentes, seja na gestão, ou no tratamento tributário, tem desafiado os profissionais das empresas de saúde. Além disso, algumas concessões governamentais têm feito com que as companhias fiquem em desigualdade de condições na busca pela melhoria da qualidade e produtividade.”
 
Mas, apesar dos percalços, o balanço da atuação do GRHosp é positivo, segundo o coordenador. “Pudemos contribuir para que colegas e gestores tivessem acesso a nova tecnologias, ferramentas de desenvolvimento de pessoas e melhoria das condições de trabalho.” 
 
O cenário atual do país, com algumas concentrações econômicas no setor da saúde, na visão de Alvarez, trouxe grandes avanços na gestão de pessoas e na forma como o RH das empresas devem atuar junto aos principais atores do segmento (médicos, pacientes e funcionários). “Não só o RH, mas todas as áreas das instituições devem trabalhar com foco nos clientes e buscar equalizar valores e anseios. A área de Recursos Humanos tem grande espaço para crescer e se posicionar, positivamente, deixando de ser somente um gestor de folha de pagamento e seus reflexos. A interação com todos estes atores, torna o departamento muito relevante e que pode ajudar nos momentos de ruptura e de forte recessão.”