Você está no site do SINDHOSP FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Laboratórios buscam qualificação e inovação para se fortalecer

Laboratórios buscam qualificação e inovação para se fortalecer

18/05/2016

A mesa redonda “Como estamos trabalhando para fortalecer o setor laboratorial” reuniu várias lideranças da área para debater as melhores práticas e projetos de futuro durante o 10º Congresso Brasileiro de Gestão em Laboratórios Clínicos, nesta quarta-feira (18/05), na Hospitalar 2016 Feira + Fórum.

Fizeram parte da mesa o presidente da FEHOESP e SINDHOSP Yussif Ali Mere Jr; o presidente da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica/Medicina Laboratorial (SBPC/ML), Alex Galoro; a presidente da Associação Brasileira de Medicina Diagnóstica (Abramed), Cláudia Cohn e a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Análises Clínicas (SBAC), com a coordenação do diretor do Laboratório Rocha Lima. Após apresentar um panorama histórico do sistema sindical no sistema de saúde, Yussif explicou que o sindicato ganhou maior representatividade ao longo do tempo. “Passamos a fazer mais que negociar salários e a investir na qualificação do nosso colaborador, pois somente assim podemos conhecer melhor o setor e nos fazermos representados em diversas instâncias de interesse de nossos associados”, explicou ele.

O destaque na apresentação de Galoro foi o investimento no desenvolvimento profissional.  “Precisamos valorizar a formação e a qualidade dos profissionais e não somente pensar no lado da indústria, ao mesmo tempo em que continuamos com os princípios de maior eficiência em medicina laboratorial”. Ao mostrar a necessidade de dados mais exatos sobre a realidade dos laboratórios, Maria Elizabeth apresentou proposta para traçar um perfil detalhado. “Percebemos que há muitos postos de coleta identificados como laboratório, e um sistema de georeferenciamento pode nos ajudar a ter mais informações para traçar projetos de melhoria”. Claudia Cohn concluiu o debate também chamando a atenção para os presentes da necessidade de dados fidedignos para o setor, informando que sua entidade, a Abramed, contratou os serviços da Fundação FGV para um estudo definitivo. “É um mergulho no setor para cumprir nossa missão de fazer diagnóstico e atender cada vez melhor os pacientes.” 

Foto: Leandro Godoi