Você está no site do SINDHOSP FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Caminhão de controle do diabetes chega a SP

Caminhão de controle do diabetes chega a SP

26/11/2015
A Medtronic, em parceria com a farmacêutica Bayer e a ADJ – Associação de Diabetes Juvenil, levam para o Sesc Itaquera, Zona Leste de São Paulo (Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1000 – Itaquera), o Caminhão de Controle, projeto que visa orientar a população sobre o Diabetes, oferecendo testes gratuitos e material educativo.
 
A carreta fica estacionada no espaço nos dias 28 e 29 de novembro, sábado e domingo, e estará aberta ao público entre 10h e 17h – com aula médica para os profissionais de saúde de São Paulo no sábado, das 11h às 12h. Dentro do caminhão, o paulistano conta com um tour educacional sobre o Diabetes com três estações diferentes: o diabetes e seus números, o que significa ter um bom controle e opções de tratamento.
 
“Sabemos da necessidade de educar o paciente sobre o Diabetes, desde a identificação de sintomas até o diagnóstico, e a forma mais apropriada de tratá-lo. É perfeitamente possível que o paciente tenha uma vida normal, desde que possua as informações adequadas para conduzir seu tratamento”, explica Oscar Porto, presidente da Medtronic Brasil. “Iniciativas como o Caminhão de Controle são parte do nosso compromisso com essa necessidade, principalmente quando identificamos a dificuldade que os pacientes têm em fazer esse controle”.
 
O projeto tem a ambiciosa meta de testar 5 mil pessoas em quatro cidades até o fim de novembro, encaminhando os potenciais casos para os profissionais de saúde adequados. São Paulo (SP) é a quarta e última parada do projeto no ano, que já passou por São José do Rio Preto (SP), Porto Alegre (RS) e Curitiba (PR).
 
O diabetes no Brasil
O Diabetes é uma doença crônica regida pelo conceito da Regra das Metades: metade da população com diabetes não sabe que tem essa condição. Dos que sabem, apenas metade recebe tratamento adequado. E do grupo com acesso a medicamento e serviço apropriado, metade não sabe controlar a doença e fica descompensado. No Brasil essa regra se confirma, segundo dados apresentados no Global Diabetes Summit, organizado pela Federação Internacional de Diabetes (FID) em abril, em Bogotá. 
 
O país lidera a lista dos países latinos com maior população com diabetes (11,9 milhões), e é o quarto com maior número de pacientes do mundo, perdendo para a China (98,4 milhões), Índia (65,1 milhões) e Estados Unidos (24,4 milhões). Em 2035, a FID estima que o Brasil terá 19,2 milhões de diabéticos diagnosticados. Pela Regra das Metades, o número real de pessoas com diabetes no Brasil pode chegar a quase 40 milhões.