Notícias

SindHosp é fonte de reportagens importantes

SindHosp é fonte de reportagens importantes

12/11/2020

O período entre 9 e 16 de novembro tem marcado o posicionamento do SindHosp sobre assuntos importantes nos principais jornais do país, como Folha de S. Paulo, O Estado de S. Paulo e Valor Econômico. Este último, na segunda-feira, publicou a matéria “BID concede empréstimo para Albert Einstein”, da repórter Beth Koike. Francisco Balestrin, presidente do SindHosp, foi uma das fontes e lembrou que os hospitais devem perder este ano algo equivalente ao faturamento de dois meses. “Já o aumento de custos varia de 5% a 15%, mudando conforme a praça e porte dos hospitais”, afirmou Balestrin ao Valor Econômico. Clique aqui e tenha acesso à íntegra da matéria.

Na quinta-feira, 11, o Estadão noticiou, com chamada de capa e manchete do caderno Metrópole: “Hospitais de elite de São Paulo veem aumento de internações da covid-19”, dos repórteres Felipe Resk, Ludimila Honorato e João Ker. O presidente do SindHosp afirmou na matéria que os dados mostram que as internações aumentaram, mas isso não é um indicativo de que isso possa ou deva acontecer na cidade e no Estado de São Paulo como um todo.  “Em março e abril foram esses hospitais que começaram a ter aumento de pacientes, porque o vírus começou a pegar nas pessoas das classes A e B. Esse mesmo grupo socioeconômico, de alguma forma, está se expondo mais agora, desrespeitando o distanciamento social, o uso de máscara, aparentemente sendo displicente com isso”, disse Francisco Balestrin ao jornal O Estado de S. Paulo. Clique aqui e leia a matéria na íntegra.

Também no dia 11 de novembro, a jornalista Cláudia Collucci, da Folha de S. Paulo, assina a matéria “Com queda de receita de até 40%, hospitais recorrem a empréstimos bancários”, que também mereceu chamada de capa da edição. Novamente Francisco Balestrin foi uma das fontes da reportagem e lembrou que a linha de crédito aberta pelo BNDES era destinada aos hospitais com faturamento acima de R$ 300 milhões. “Menos de 10% de 6.200 hospitais brasileiros faturam esse montante.... Quem conseguiu dinheiro emprestado conseguiu muito caro, com juros exorbitantes”, afirmou Francisco Balestrin à Folha de S. Paulo. Clique e leia a matéria na íntegra.

Na Folha de S. Paulo de 16 de novembro, o presidente  do SindHosp voltou a ser fonte na matéria "Internações por Covid-19 na rede municipal de SP têm tendência de alta", de Claudia Collucci. Francisco Balestrin reiterou que, apesar do registro de aumento de casos em alguns hospitais, no setor como um todo ainda se observa um equilíbrio. Clique aqui e leia a matéria na íntegra.

Posicionamento é representatividade

O posicionamento público sobre assuntos importantes em veículos de grande circulação nacional reforça a representatividade de uma entidade de classe, como o SindHosp. “Temas que afetam diretamente a gestão, o desenvolvimento e a sustentabilidade do setor de saúde sempre receberão a atenção devida por parte do SindHosp. Queremos que todas as empresas por nós representadas sintam que fazem parte de um grupo, que não estão sozinhas”, ressalta o presidente do SindHosp, Francisco Balestrin.