Notícias

Qualidade e segurança em discussão

Qualidade e segurança em discussão

21/03/2019

Os avanços e os desafios que ainda permeiam a busca pela Qualidade e Segurança no paciente no Brasil e no mundo foram debatidos nesta quarta-feira, 20 de março de 2019, no evento de abertura do Congresso Internacional de Qualidade em Serviços e Sistemas de Saúde - QualiHosp 2019, que este ano tem como tema: "To err is human, 20 anos em Ação". 

Na Mesa Redonda Internacional "Panorama Internacional: O que aconteceu nestes 20 anos e como estamos construindo o futuro?", a moderadora Laura Schiesari, doutora em Ciências Médicas e membro da FGV Saúde promoveu discussões com Ezequiel García-Elorrio, do Instituto de Efectividad Clínica y Sanit de Buenos Aires; com Jorge Torgal, da Universidade Nova de Lisboa e Margareth Crisóstomo Portela, da Escola Nacional de Saúde Pública da FioCruz. "Oito milhões de pessoas poderiam ser salvas por ano com medidas de mais qualidade e segurança do paciente, mas é preciso que a sociedade seja mais envolvida nessas questões", destacou García-Elorrio. 

Para Jorge Torgal, a tecnologia tem um papel importantíssimo nesse processo. "Além de mudar a prática clínica, uma vez que, em países como Portugal, já é possível ter a prescrição médica integrada e acessível nas farmácias e pelos pacientes, a tecnologia possibilita mais informação e poder ao paciente", destacou. 

"Essa troca de experiências é fundamental para que os avanços obtidos prossigam e impulsionam outros mais", enfatizou Laura Schiesari. Com atuação no Rio de Janeiro, Margareth Crisóstomo afirmou que sua experiência e contexto a deixam ainda mais cética sobre o que vem sendo feito. " Ainda estamos bastante longe do ideal, mas há presença de organizações atuantes e campanhas sobre a questão promovidas até mesmo da OMS", afirma.  

O QualiHosp vai até o dia 21 de março de 2019.   

 

Por Eleni Trindade