Viciados enfrentam PM no centro após suspeito levar tiro de policial

Homem foi baleado no rosto quando, segundo a polícia, tentava roubar GPS de investigador

Viciados em drogas da região da cracolândia, no centro de São Paulo, entraram em confronto com policiais militares depois que um policial civil baleou um homem suspeito de tentar assaltá-lo na praça Júlio Prestes, em frente à Sala São Paulo, por volta das 10h30 de ontem.

Segundo a polícia, um homem não identificado abordou o investigador Thiago Bonamini, 27, que estava dentro de seu carro, parado no sinal.

O suspeito teria arrancado o aparelho de GPS que estava acoplado ao painel do veículo quando Bonamini se identificou como policial.

De acordo com o investigador, o ladrão então colocou a mão na cintura. Ao suspeitar que ele estivesse armado, o policial sacou sua pistola e atirou, atingindo o rosto do assaltante.

Pedradas
“Me escondi na coluna do carro e dei um tiro”, disse Bonamini à Folha.

O jovem, que não portava documentos, foi socorrido por Bonamini e PMs que faziam ronda pela região. Bonamini disse que, após disparar, pediu que o ladrão ficasse quieto e solicitou socorro para o homem ferido.

Segundo ele, quando a PM chegou ao local para dar apoio, um grupo de viciados passou a atacá-los. “Enquanto a gente socorria, eles jogavam pedra”, disse o policial.

PMs da Força Tática também foram chamados ao local e usaram bombas de efeito moral para conter os cerca de 15 agressores. O helicóptero da Polícia Civil sobrevoou a região ocupada por viciados em crack por cerca de meia hora. Um homem que portava um celular roubado foi preso na região.

Levado à Santa Casa de Misericórdia, a vítima seguia em estado grave até a conclusão desta edição.

A polícia disse que não conseguiu colher as digitais dele porque estavam corroídas pelo crack. Na hora do crime, ele não tinha arma de fogo, mas portava um cano de ferro, segundo informações da polícia.

Fonte: Folha de S. Paulo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

um × 4 =

Há 20 anos representamos hospitais, clínicas, laboratórios e outros estabelecimentos do setor privado de Saúde no Estado de São Paulo

SINDICATOS

Rolar para cima