Estudo vai traçar demografia médica no Brasil

Visando ampliar o debate sobre a necessidade de formar mais médicos no Brasil, a Comissão Nacional Pró-SUS, em conjunto com a Comissão de Ensino...

Compartilhar artigo

Visando ampliar o debate sobre a necessidade de formar mais médicos no Brasil, a Comissão Nacional Pró-SUS, em conjunto com a Comissão de Ensino Médico, ambas formadas por membros da Federação Nacional dos Médicos, Associação Médica Brasileira e Conselho Federal de Medicina, está elaborando um estudo sobre a demografia médica no Brasil.

Os ministérios da Saúde e da Educação desenvolvem uma estratégia conjunta para aumentar o número de médicos por habitantes no País, alegando a falta de médicos. Atualmente, o Brasil forma 16,5 mil novos médicos por ano em 183 escolas.

Para o coordenador do estudo, Mário Scheffer, o indicativo utilizado pelo governo, que se baseia unicamente pela relação de número de médico por habitante, precisa ser debatido, uma vez que outros fatores são importantes para a discussão. Para ele, o método do governo de comparar o número de médicos por mil habitantes no Brasil (1,9) com outros países não é suficiente, porque são sistemas de saúde diferenciados que imprimem características próprias ao trabalho médico nesses diferentes contextos.

Em outubro, será apresentada a primeira fase das pesquisas. A previsão é de que até o fim deste ano o resultado completo do estudo seja divulgado.

Fonte: Fenam

Artigos Relacionados...

Curta nossa página

Mais recentes

Receba conteúdo exclusivo

Assine nossa newsletter

Prometemos nunca enviar spam.

Há 20 anos representamos hospitais, clínicas, laboratórios e outros estabelecimentos do setor privado de Saúde no Estado de São Paulo
plugins premium WordPress
Rolar para cima