Você está no site do SINDHOSP. FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Hospital Santa Paula completa 60 anos 

Hospital Santa Paula completa 60 anos 

15/08/2018

Para celebrar os seus 60 anos, o Hospital Santa Paula, associado ao SINDHOSP e dirigido por um dos diretores do Sindicato, George Schahin, realizou um evento no Museu da Casa Brasileira, no Jardim Paulistano, na noite de 9 de agosto. 

O encontro, que contou com a presença de todo o trade da saúde, apresentou a exposição “Uma História Para Contar”, abordando a evolução da medicina, com curadoria da jornalista Cláudia Collucci, repórter especial de saúde do jornal Folha de S. Paulo.

Em seu discurso, Schahin destacou a evolução da medicina nessas seis décadas. “Na década de 50, a expectativa de vida era de 46 anos. Hoje, estamos em 76”, disse. O diretor ainda lembrou seu sócio, Edson Bueno, tido como um visionário e como uma pessoa que “estava sempre em busca de melhorias”. 

Ao final do coquetel, que teve show ao vivo, os organizadores distribuíram o livro que derivou da exposição aos presentes. 

Representando o SINDHOSP, estiveram o presidente em exercício, Luiz Fernando Ferrari Neto; o presidente licenciado, Yussif Ali Mere Jr; e o presidente do IEPAS, José Carlos Barbério. 

Sobre o Santa Paula 

Inaugurado em setembro de 1958, a instituição era apenas um Pronto-Socorro, localizado num pequeno imóvel na Avenida Santo Amaro. Prestava atendimento médico-hospitalar com envio de ambulância na casa do paciente. Hoje, o hospital ocupa três edifícios (dois assistenciais e um administrativo) e atua em cerca de 30 especialidades com foco em tratamentos de alta complexidade, especialmente nas áreas de oncologia, neurologia, cardiologia e ortopedia.

O Santa Paula emprega, atualmente, mais de 1,2 mil colaboradores, além de contar com um corpo clínico aberto de 1,5 mil médicos. Em sua infraestrutura, abriga 199 leitos, sendo 59 deles destinados à terapia intensiva. Além disso, dispõe de centro cirúrgico com nove salas de cirurgia e dez leitos para recuperação anestésica. Anualmente, realiza 9 mil procedimentos cirúrgicos, 14 mil internações e atende aproximadamente 100 mil pacientes no Pronto Atendimento.

O aniversário marca também um importante ciclo de investimentos. Em 2018, o hospital aportou R$ 20 milhões para obras, infraestrutura, tecnologia médica e aquisição de equipamentos. De acordo com Schahin, o foco é a expansão dos institutos para atender os pacientes de forma individualizada e integrada com diagnósticos mais assertivos. A ala de quimioterapia, por exemplo, foi ampliada, dobrando a capacidade de atendimento de 400 para 750 sessões/mês. A radioterapia também recebeu um upgrade com um novo software, que vai reduzir o tempo de cada sessão em 20%. Para o segundo semestre, o Instituto de Oncologia vai receber um novo acelerador, o Elekta VMAT, para radiocirurgia – radioterapia de alta precisão.

 

 

Da redação

Galeria de Fotos