Você está no site do SINDHOSP. FEHOESP 360 Clique aqui para acessar o portal FEHOESP 360

Notícias

Contabilidade, a linguagem dos negócios

Contabilidade, a linguagem dos negócios

13/04/2017

* Por Antonio Eugenio Cecchinato

Em meio a uma crise econômica, com mais de 13 milhões de desempregados e várias empresas fechando suas portas no Brasil, a Contabilidade desponta como a ciência que tem como objetivo a cultura da variação de bens, direitos e obrigações que compõem o patrimônio de uma pessoa, seja ela física ou jurídica, governo ou entidade do terceiro setor.

E, ao comemorar o Dia do Contabilista, neste 25 de abril, queremos reforçar que existem aqueles que vinculam esta ciência ao mero pagamento de impostos e prestação de contas com os fiscos das três esferas. As Ciências Contábeis são muito mais amplas do que isso: por usar números, baseados em atos e fatos, sua necessidade, utilidade e aplicabilidade são imprescindíveis para a constituição e desenvolvimento saudável dos negócios e, independentemente de porte ou segmento, um fato é certo: empresa nenhuma consegue viver e muito menos sobreviver sem a Contabilidade!

Controlada por preceitos admitidos mundialmente, a Contabilidade permite que o gestor ou o administrador tenha melhor percepção do bem-estar financeiro da empresa, neste País, onde a maioria delas ainda fecha as portas antes de concluir cinco anos de vida.

Destacando-se dentre às inúmeras áreas de atuação desta profissão, ressaltamos que a Contabilidade gerencial, que tem crescido muito nos últimos anos, tem por meta o guarnecimento de dados extremamente proveitosos e valiosos para o sucesso de um empreendimento, principalmente quando o negócio está em uma fase de crise ou insegurança. Na prática, ela faz uma espécie de conexão entre o trabalho prestado, as contas que precisam ser pagas e a lucratividade da empresa, oferecendo, assim, um norte sobre qual direção tomar.

Outro ramo desta ciência que vem crescendo é a Contabilidade ambiental – e não é para menos, já que as empresas estão cada vez mais preocupadas com a natureza e, portanto, voltando suas ações aos impactos ambientais provocados por suas atividades. A Contabilidade ambiental é responsável por prevenir, controlar, reduzir e documentar impactos, riscos e tudo o que diz respeito ao meio ambiente.

E o que falar da Auditoria, fundamental para às companhias em geral por verificar, com precisão, seus registros contábeis tendo o propósito de prevenir irregularidades e detectar fraudes e corrupção, problemas que têm exigido maior atenção dos governos, órgãos de controle interno e externo, empresas e sociedade como um todo? Essa atividade contribui sobremaneira com o desenvolvimento dos mercados e credibilidade da economia.

No leque contábil há também as opções para análise financeira, feita por profissionais que tomam decisões a respeito de investimentos, projetos, captação de recursos, capital de giro e estoque; perícia contábil, fundamental em casos de litígio judicial embasado em assunto contábil: neste caso, o juiz ou as partes do processo têm de acionar um contador para solucionar a questão; consultoria; assessoria; docência, entre vários outros ramos.

Portanto, a Contabilidade é a única ciência capaz de informar, com integridade e precisão, o passado, o presente e, muitas vezes, até o futuro financeiro de uma determinada empresa, entidade do terceiro setor ou órgão governamental. Só ela tem a habilidade de transformar receitas e despesas em bens e patrimônio – para maior, é claro.

Diante deste cenário, nós, do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP acreditamos no potencial da Contabilidade brasileira, no dinamismo e na força de vontade dos nossos profissionais, uma vez que a área tem evoluído de forma notável, ganhando destaque em todo o mercado brasileiro e no internacional também. Parabéns pelo dia 25 de abril, parabéns pelo Dia do Contabilista.

* Antonio Eugenio Cecchinato é presidente do Sindicato dos Contabilistas de São Paulo – Sindcont-SP.