Notícias

Evolução da medicina a partir das guerras é tema de palestra

Evolução da medicina a partir das guerras é tema de palestra

29/10/2018

Sindicato recebeu mais um evento em comemoração aos seus 80 anos

No último dia 25 de outubro, o SINDHOSP promoveu uma palestra com o médico José Maria Orlando, autor do livro “Vencendo a morte: como as guerras fizeram a medicina evoluir”. O evento é mais um realizado em comemoração aos 80 anos do sindicato.

A obra conta como muitos dos avanços da medicina tiveram sua origem por ocasião de algumas das principais guerras travadas pelo homem, muitos deles dentro dos próprios campos de batalha.

Foi assim com o processo de transfusão de sangue, que foi aprimorado e se firmou como método terapêutico somente durante a Guerra Civil Espanhola (1936 a 1939). Da mesma forma, os conhecimentos sobre insuficiência renal aguda, que tem como marco a Guerra da Coreia, nos anos 1950.

“Este termo, vencendo a morte, embora ele talvez seja pretensioso, demonstra que ao longo dos séculos, pequenas vitórias da medicina foram adiando o inevitável. E as guerras, muitas vezes, contribuíram de forma até inusitada para isso”, explicou Orlando.

O autor destacou também que, durante muito tempo, a principal causa de morte em uma guerra não era o ferimento em si, mas a falta de conhecimento para lidar corretamente com as infecções que isso provocava. Isso porque não havia ainda a compreensão moderna sobre bacteriologia e os antibióticos, por exemplo.

J. M. Orlando é médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, em 1979. Com título de Especialista em Medicina Intensiva, foi presidente da Associação de Medicina Intensiva Brasileira – AMIB. Exerceu ainda o cargo de Secretário Municipal de Saúde-Adjunto do Município de São Paulo, entre os anos de 2009 e 2012. São também de sua autoria os livros “UTI – muito além da técnica” e “UTIs Contemporâneas”.

A palestra contou com o apoio da FEHOESP e do IEPAS para sua realização.

 


Da Redação

Galeria de Fotos