Notícias

Dilemas da prestação de serviços encerram CISS 2018

Dilemas da prestação de serviços encerram CISS 2018

24/05/2018

O segundo dia do Congresso Internacional de Serviços de Saúde – CISS centrou suas atividades nos profissionais e empresas de saúde frente às reformas do Estado e da Saúde – tema do evento.

O médico Peter Lachman, CEO da Sociedade Internacional de Qualidade em Cuidados com a Saúde – Isqua, trouxe a visão do futuro da prestação de serviços no setor sob a ótica da qualidade, destacando o valor das certificações. “Hospitais certificados têm resultados melhores, e receber uma certificação é apenas o início da jornada, que nunca termina”, afirmou.

Destacou também a falta de cultura como um dos maiores desafios para uma boa gestão da qualidade, lembrando que “o custo do fracasso é muito mais caro que o custo da intervenção. Não há desculpa para o gestor não seguir os programas”.

A consultora Monica Monteiro de Castro apontou os impactos e visão de futuro em relação à medicina diagnóstica e laboratorial. Em meio a tendências como choosing wisely, clínicas populares e redes inteligentes, a especialista falou de modelos de gestão e pagamento, afirmando que o “fee for service é pouco sustentável para o futuro”.

Trazendo a experiência europeia, participou também o espanhol Carlos Hugo Martínez Martínez, diretor médico do Grupo Hospitalar HLA. O evento abordou ainda aspectos do tema central em relação a saúde suplementar, cooperativas de crédito e iniciativas em conjunto com o setor público.

 


Da Redação
Foto: Junior De Vecchi

Galeria de Fotos