Notícias

Plano de saúde terá de arcar com medicamento para esclerose múltipla

Plano de saúde terá de arcar com medicamento para esclerose múltipla

02/01/2018

Oito novos medicamentos para o câncer e um remédio imunobiológico para o tratamento da esclerose múltipla (natalizumabe) são algumas das novas terapias que os planos de saúde serão obrigados a partir de 2 de janeiro de 2018, quando entra em vigor o novo rol de procedimentos, documento da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) que define a cobertura mínima que os convênios médicos devem oferecer aos clientes. Até hoje quem necessitava do remédio para esclerose precisava entrar com ação judicial ou buscar o SUS, onde a droga já é oferecida. 

Atualizado a cada dois anos, o rol traz, em 2018, 18 novos medicamentos ou tratamentos, além da ampliação da cobertura de outros sete procedimentos. Todos os clientes de planos de saúde com contratos firmados a partir de 1999 têm direito à cobertura prevista no rol. As operadoras que não cumprirem as regras estão sujeitas a uma multa de R$ 80 mil a cada vez que deixam de dar cobertura relacionada. A especialidade com maior número de incorporações é a de oncologia. 

 

 

Fonte: Estadão Conteúdo 

 

Saiba mais:

Planos de saúde vão oferecer 18 novos procedimentos a partir de 2018